sábado, 13 de janeiro de 2018

Alpha Jet - O Final de uma Era


Hoje dia 13 foi dia dos entusiastas da aviação rumarem a Beja para testemunharem o fim do Alpha Jet ao fim de 25 anos a operar na Força Aérea Portuguesa.


Para este dia a Força Aérea preparou um evento onde nos permitiu estarmos próximo da última missão da Esquadra 103 a operar o Alpha Jet e de facto fomos brindados com 6 aviões que passaram em formação para que fique em registo fotográfico.


O tempo também esteve favorável, desde céu azul com nuvens ou mesmo  nuvens bastante escuras, houve para todos os gostos. Lamento que ao fim de 40 anos, hoje dia 13 de Janeiro de 2018 tenha talvez fotografado a última aeronave pertencente à Esquadra 103 Caracóis. Ficam as recordações.


Fiquem bem.  Jorge Ruivo











































Hoje dia 13 foi dia dos entusiastas da aviação rumarem a Beja para testemunharem o fim do Alpha Jet ao fim de 25 anos a operar na Força Aérea Portuguesa.


Para este dia a Força Aérea preparou um evento onde nos permitiu estarmos próximo da última missão da Esquadra 103 a operar o Alpha Jet e de facto fomos brindados com 6 aviões que passaram em formação para que fique em registo fotográfico.


O tempo também esteve favorável, desde céu azul com nuvens ou mesmo  nuvens bastante escuras, houve para todos os gostos. Lamento que ao fim de 40 anos, hoje dia 13 de Janeiro de 2018 tenha talvez fotografado a última aeronave pertencente à Esquadra 103 Caracóis. Ficam as recordações.


Fiquem bem.  Jorge Ruivo










































sexta-feira, 12 de janeiro de 2018

13 Janeiro - Alpha Jet - Rumo a Beja

O "Gostar de Aviões" poderá muito bem ser considerada uma Religião. Amanhã será dia 13 e como este dia está associado à peregrinação a Fátima, 13 de Janeiro será o dia de peregrinação a Beja para os entusiastas da aviação testemunharem o fim de uma era.


É que amanhã, dia 13, será o ultimo voo operacional do Alpha Jet debaixo da Cruz de Cristo, um dia que ficará na história da aviação nacional depois de 25 anos a operar nas Esquadras 301 Jaguares e 103 Caracóis formando dezenas de pilotos.


Vamos ficar com uma espécie de vazio, mas a vida continua. Fiquem bem. Jorge Ruivo






































































O "Gostar de Aviões" poderá muito bem ser considerada uma Religião. Amanhã será dia 13 e como este dia está associado à peregrinação a Fátima, 13 de Janeiro será o dia de peregrinação a Beja para os entusiastas da aviação testemunharem o fim de uma era.


É que amanhã, dia 13, será o ultimo voo operacional do Alpha Jet debaixo da Cruz de Cristo, um dia que ficará na história da aviação nacional depois de 25 anos a operar nas Esquadras 301 Jaguares e 103 Caracóis formando dezenas de pilotos.


Vamos ficar com uma espécie de vazio, mas a vida continua. Fiquem bem. Jorge Ruivo






































































quarta-feira, 10 de janeiro de 2018

O Alphajet está quase a chegar ao fim


Os Caracóis estão a poucos dias de fazerem 65 anos e este 2018 vai ficar marcado pelo fim da frota Alphajet a aeronave de treino que opera a Esquadra 103 dos Caracóis.


Historicamente remonta ao ano de 1953 com a entrada ao serviço do T-33A Shooting Star a operar a partir da Base Aérea da Ota que servia para treinar pilotos para o F-84G. Em 1957 com a passagem para a Base Aérea da Tancos passou a designar-se como Esquadra de Instrução Complementar de Pilotagem em Aviões de Combate (EICPAC), mantendo-se ainda nos dias de hoje. 



Em 1974 a Esquadra é transferida para a Base Aérea de Monte Real, é designada por Esquadra 103 e em 1980 recebe os elegantes T-38 Talon que operam em Monte Real até serem transferidos em 1987 para a Base Aérea de Beja. O T-33 começou progressivamente a ser desactivado em 1988 e o T-38 terminou definitivamente a sua missão em 1993, ano em que a Esquadra 103 recebeu os Alphajet, de origem alemã, que opera ainda nos dias de hoje.

Tive a oportunidade de fotografar todas estas aeronaves da Esquadra 103 quando iniciei este meu hobby em 1978, aqui por Monte Real, iniciado que foi ainda na era da fotografia a preto e branco.


Gostaria de referir também que a Esquadra 103 foi responsável pelo regresso aos céus da patrulha acrobática Asas de Portugal. Deixo aqui o meu contributo para este momento histórico e desejar o melhor futuro a todos os actuais e antigos Caracóis. Fiquem bem, Jorge Ruivo




















































Os Caracóis estão a poucos dias de fazerem 65 anos e este 2018 vai ficar marcado pelo fim da frota Alphajet a aeronave de treino que opera a Esquadra 103 dos Caracóis.


Historicamente remonta ao ano de 1953 com a entrada ao serviço do T-33A Shooting Star a operar a partir da Base Aérea da Ota que servia para treinar pilotos para o F-84G. Em 1957 com a passagem para a Base Aérea da Tancos passou a designar-se como Esquadra de Instrução Complementar de Pilotagem em Aviões de Combate (EICPAC), mantendo-se ainda nos dias de hoje. 



Em 1974 a Esquadra é transferida para a Base Aérea de Monte Real, é designada por Esquadra 103 e em 1980 recebe os elegantes T-38 Talon que operam em Monte Real até serem transferidos em 1987 para a Base Aérea de Beja. O T-33 começou progressivamente a ser desactivado em 1988 e o T-38 terminou definitivamente a sua missão em 1993, ano em que a Esquadra 103 recebeu os Alphajet, de origem alemã, que opera ainda nos dias de hoje.

Tive a oportunidade de fotografar todas estas aeronaves da Esquadra 103 quando iniciei este meu hobby em 1978, aqui por Monte Real, iniciado que foi ainda na era da fotografia a preto e branco.


Gostaria de referir também que a Esquadra 103 foi responsável pelo regresso aos céus da patrulha acrobática Asas de Portugal. Deixo aqui o meu contributo para este momento histórico e desejar o melhor futuro a todos os actuais e antigos Caracóis. Fiquem bem, Jorge Ruivo



















































segunda-feira, 8 de janeiro de 2018

F-15 interceptam SU-30 no Báltico


Imagens da Esquadra 493 da Força Aérea dos Estados Unidos que opera o F-15C Eagle numa intercepção a Sukhoi SU-30 da Marinha da Rússia. Estas imagens foram divulgadas para Força Aérea dos Estados e ocorreram durante o destacamento que a Esquadra efectuou na Lituânia na missão da NATO no Policiamento Aéreo do Baltico ( Baltic Air Policing )






domingo, 7 de janeiro de 2018

RAF100 no RIAT 2018 - 2




Outra das presenças já confirmadas é o display do Locheed Martin F-35B Lightnin II do Reino Unido durante o 100 aniversário da RAF no Royal International Air Tatoo.



Fotos da demonstração que foi efectuada em 2016 pelo ZM137 durante o RIAT naquela que foi a sua primeira apresentação ao publico inglês. Fiquem bem, Jorge Ruivo











































Outra das presenças já confirmadas é o display do Locheed Martin F-35B Lightnin II do Reino Unido durante o 100 aniversário da RAF no Royal International Air Tatoo.



Fotos da demonstração que foi efectuada em 2016 pelo ZM137 durante o RIAT naquela que foi a sua primeira apresentação ao publico inglês. Fiquem bem, Jorge Ruivo








































sábado, 6 de janeiro de 2018

Força Aérea Portuguesa no apoio à população em 2017

Não queria deixar passar sem partilhar este grande feito que a Força Aérea Portuguesa proporciona à população. Trata-se de uma das missões mais importantes que a FAP executa no apoio humanitário no continente como nos arquipélagos dos Açores e Madeira.



Em 2017, a Força Aérea realizou um total de 831 missões de apoio à população sendo 131 missões de vigilância do espaço aéreo nacional (461 horas de voo), 502 missões de transporte urgente de doentes (591 doentes e cerca de 751 horas de voo), 121 missões de busca e salvamento (35 vidas salvas e cerca de 446 horas de voo), 33 missões de transporte de órgãos (mais de 70 horas de voo) e 44 missões de resgate em navios (46 doentes e mais de 128 horas de voo).
Um Bem-haja a todos os militares responsáveis por este feito. Bom Ano 2018. Fonte: EMFA











































Não queria deixar passar sem partilhar este grande feito que a Força Aérea Portuguesa proporciona à população. Trata-se de uma das missões mais importantes que a FAP executa no apoio humanitário no continente como nos arquipélagos dos Açores e Madeira.



Em 2017, a Força Aérea realizou um total de 831 missões de apoio à população sendo 131 missões de vigilância do espaço aéreo nacional (461 horas de voo), 502 missões de transporte urgente de doentes (591 doentes e cerca de 751 horas de voo), 121 missões de busca e salvamento (35 vidas salvas e cerca de 446 horas de voo), 33 missões de transporte de órgãos (mais de 70 horas de voo) e 44 missões de resgate em navios (46 doentes e mais de 128 horas de voo).
Um Bem-haja a todos os militares responsáveis por este feito. Bom Ano 2018. Fonte: EMFA











































segunda-feira, 1 de janeiro de 2018

Royal International Air Tatoo 2018 - 100 Anos da R.A.F.


Este ano comemora-se os 100 anos da Royal Air Force e será o tema deste ano da edição do maior festival aéreo militar, o Royal International Air Tatoo. Vamos aqui informar sempre que possível as confirmações das aeronaves presentes neste evento.



Com grande parte dos melhores bilhetes já vendidos o RIAT perspectiva-se um dos melhores deste século pela grandiosidade do motivo, no entanto vamos aguardar pelas confirmações para ver se tal se verifica.



Para iniciar temos a presença habitual dos Red Arrows, uma das patrulhas acrobáticas mais emblemáticas do mundo e uma das anfitriãs do evento. Fotos: RAF























































Este ano comemora-se os 100 anos da Royal Air Force e será o tema deste ano da edição do maior festival aéreo militar, o Royal International Air Tatoo. Vamos aqui informar sempre que possível as confirmações das aeronaves presentes neste evento.



Com grande parte dos melhores bilhetes já vendidos o RIAT perspectiva-se um dos melhores deste século pela grandiosidade do motivo, no entanto vamos aguardar pelas confirmações para ver se tal se verifica.



Para iniciar temos a presença habitual dos Red Arrows, uma das patrulhas acrobáticas mais emblemáticas do mundo e uma das anfitriãs do evento. Fotos: RAF